Inovação Social: o que é e exemplos

Tempo de leitura: 7 minutos

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

Hoje em dia ouvimos falar em impacto social, mas não sabemos bem o significado. O impacto social é uma consequência da inovação social, pois esta pretende de alguma forma responder às necessidades sociais de todos os tipos. 

No entanto, a Inovação Social é outro conceito que nem sempre entendemos. Apesar de existir há muito tempo, tem ganho cada vez mais visibilidade, pois não só há mais financiamentos para projetos de inovação social, como cada vez há mais empresas atentas a este tema.

Neste artigo vou clarificar o que é isto de inovação social, assim como, dar conhecer alguns exemplos de projetos nesta área.

O que é Inovação Social 

Inovação social acontece quando o processo de empreendedorismo social é bem sucedido, o que significa que uma nova resposta adequada e criativa é encontrada para resolver um problema social. Essa resposta tem como consequência o impacto social positivo.

Dessa forma, podemos dizer que inovação social é o processo de desenvolvimento e implementação de soluções eficazes para questões sociais e ambientais, muitas vezes sistémicas de forma a incentivar o progresso social.

Podemos dizer que a inovação social pressupõe que existe um problema social, e que estes problemas afetam a nossa vida coletiva, a nossa qualidade de vida e variam consoante os contextos geográficos, históricos ou socioeconómicos. As soluções para estes problemas geralmente exigem a colaboração ativa dos constituintes do governo, das empresas e do mundo sem fins lucrativos.

Qual é a diferença entre Inovação Social e Empreendedorismo Social?

O processo de desenvolvimento e implementação de soluções sociais inovadoras, sejam produtos, serviços ou até processos, é também conhecido por Empreendedorismo Social. Os empreendedores sociais não deixam de fazer crescer o seu negócio, como também, retiram os seus lucros.

Enquanto que a inovação social é um conjunto de pessoas e organizações que praticam e promovem o empreendedorismo social. 

Assim, podemos dizer que o valor da inovação social é entregar uma melhor qualidade de vida às comunidades, à sociedade e ao mundo.

Inovação Social nas empresas – CSR e CSI

À primeira vista, depois de entender o que é inovação social, é comum pensar que é difícil de ser aplicado, principalmente quando se tratam de empresas. Aliás, há a tendência de pensar em algo mais interno, focado nos funcionários, sem incluir o público externo… mas não é bem assim. Para além de ser possível aplicar este conceito na estrutura organizacional, as empresas conseguem expandir essa estratégia para clientes, fornecedores e muito mais. Mas vamos por partes…

A Responsabilidade Social Corporativa (Corporate Social Responsability – CSR ) é um conceito com que muitas empresas já estão bem familiarizadas, e que tem como relação um compromisso social assumido pela instituição de forma voluntária. 

No entanto, nos dias de hoje já se fala em CSI, uma evolução de CSR. CSI significa Corporate Social Innovation, em português Inovação Social Corporativa. 

A Inovação Social Corporativa (CSI), um termo relativamente novo, descreve as empresas que integram a inovação social nas suas atividades corporativas. A crescente complexidade e o ritmo acelerado das mudanças na sociedade exigem que as empresas assumam um novo papel. Tendo em conta essas condições, a inovação social corporativa é um caminho para o crescimento, resiliência e prosperidade de longo prazo dos negócios.

Atualmente, já encontramos várias empresas multinacionais e marcas globais reconhecidas a investir tempo e recursos para mudar a prática de negócios de top-down para bottom-up. Esta mudança de estratégia, em direção a práticas de negócios sociais mais sustentáveis e inclusivas, e esta prática de co-criar soluções inovadoras para questões económicas, sociais e ambientais, utilizando de forma eficiente os recursos corporativos é o que chamamos de inovação social corporativa.

As empresas devem saber quais as necessidades que devem responder, sendo que algumas vão mais a fundo para entender as condições sociais subjacentes a essas necessidades e o que podem fazer para as alterar. Como resultado desse processo, são desenvolvidos modelos de negócio e identificados os recursos necessários para colocar em prática uma solução que responda às necessidades e condições sociais identificadas. 

Na minha perspectiva, as empresas têm um papel fundamental na mudança social. Por isso, defendo que a inovação social deve de ser incorporada na visão, na gestão e nos valores éticos da empresa, seja a pensar na sustentabilidade ou no impacto na vida do próximo.

Palavra "Change" com luz luminosa de cor vermelha

Inovação social nas empresas

As empresas criam mais valor a longo prazo por meio da integração de uma estratégia de inovação social corporativa, resultando em:

  • Maior valor da marca
  • Crescimento do negócio
  • Competitividade da força de trabalho
  • Inovação
  • Retorno sobre o capital

A forma como a inovação social corporativa é implementada varia de empresa para em empresa e reflete-se em diferentes áreas: 

  • Filantropia corporativa: doação direta da empresa a instituições de caridade;
  • Voluntariado corporativo: permitir que os funcionários se voluntariem em ONG ou até contribuir diretamente com o produto da empresa para apoiar as ONG;
  • Marketing corporativo: comunicar com impacto para contribuir para diferentes causas, de forma a educar o público-alvo e a aumentar o lucro;
  • Filantropia estratégica: incorporar a filantropia, o marketing, o voluntariado como parte dos objetivos da empresa;
  • Integração no negócio: utilização dos recursos da empresa para ter impacto socioambiental positivo;   
  • Negócio como alavanca social: estratégias de negócio que levem a uma mudança social positiva;
  • Negócio com missão social: utilizar o negócio como veículo para resolver problemas sociais e ambientais.

Exemplos de Inovação Social nas Empresas 

CISCO
A empresa de tecnologia começou por doar os seus produtos a uma escola local, mas concluiu que acabavam por não ser utilizados, fosse pelos alunos como também pelos professores. Então a Cisco percebeu que precisava de dar formação e treino aos professores e alunos, porque ter apenas os produtos não era suficiente. Assim, a empresa lançou a iniciativa chamada Cisco Networking Academy que proporciona educação, formação técnica e orientação de carreira para alunos e professores e ainda doam os seus produtos. Este programa já é um movimento global em 180 países.

Imagem com a frase: Há 20 anos, Natura Ekos contribuiu para a conservação da Amazónia

NATURA
Esta empresa brasileira de cosméticos, é um bom exemplo de negócio que coloca o seu propósito numa proposta de valor para o cliente. A missão da empresa “bem estar bem” orienta as inovações de produtos com foco na preservação da biodiversidade e do conhecimento e cultura tradicionais da Amazónia. Os produtos da gama Ekos são sustentáveis e biodegradáveis, e a Natura estabeleceu acordos com cada um dos seus 2.500 pequenos fornecedores para se proteger contra a “biopirataria” – a comercialização antiética do património genético e cultural da região.

Grupo de crianças a sorrir

IKEA
O Ikea procura aumentar o seu impacto através da otimização da sua cadeia de valor. O ponto de partida para criar mudanças duradouras com os fornecedores é investir neles e nos seus funcionários, prova disso é o tempo médio de relacionamento com os fornecedores ser de 11 anos. 

Também colaborou com a UNICEF Save The Children para gerir problemas de trabalho infantil na Índia e, com o seu apoio, desenvolveram um código de conduta e um sistema de monitorização que garante que todos os fornecedores operem dentro desse acordo. 

Mãe a segurar um bebé com iogurte na mão

DANONE
O grupo Danone criou vários projetos com base em resultados de uma pesquisa que incluiu dados nutricionais, socioeconómicos e culturais, e analisou os hábitos e problemas de saúde de populações em 52 países. Um dos projetos foi direcionado para a juventude brasileira, onde a Danone reformulou um queijo campeão de vendas reduzindo o açúcar e adicionando vitaminas. Outro projeto foi no Bangladesh, onde as crianças comem 600.000 porções por semana de Shokti-Doi da Danone, um iogurte rico em micronutrientes essenciais que ajuda a combater a malnutrição. No Senegal também, a Danone desenvolveu um recipiente composto de grãos locais e um pouco de leite que pode ser armazenado em temperatura ambiente.

Sala de computadores com várias pessoas

COCA-COLA 
A Coca-Cola lançou em 2009 no Brasil a iniciativa Coletivo. O modelo de negócio passa por trabalhar com ONGs locais para criar programas de formação de jovens na área do retalho, desenvolvimento de negócios e empreendedorismo. Conta ainda com parcerias estratégicas entre empresas de retalho locais para lidar com projetos de melhoria específicos. A Coca-Cola previu que as vendas incrementais por canais de retalho mais fortes e o reconhecimento da marca nas comunidades-alvo superariam os investimentos necessários para alcançar uma mudança mensurável nas habilidades dos jovens e a empregabilidade neste setor.

Inovação Social em Portugal 

A Inovação Social começou a ganhar mais reconhecimento em Portugal em grande parte por causa do Portugal Inovação Social, uma iniciativa coordenada pela Estrutura de Missão Portugal Inovação Social (EMPIS), que tem como objetivo a promoção da inovação social e dinamizar o mercado de investimento social em Portugal. Esta iniciativa é pioneira na Europa, e Portugal foi o único país que reservou parte dos fundos comunitários até 2020, com o objetivo de experimentar novas formas e instrumentos de financiamento que pretendem fomentar a inovação e o investimento social.

Esta iniciativa já aprovou, até à data que escrevo este artigo, 523 projetos e já aprovou 73 milhões de euros de financiamento. Os seus principais objetivos são: 

  • Promover a Inovação e o Empreendedorismo Social em Portugal;
  • Apoiar respostas inovadoras que complementam as respostas tradicionais;
  • Dinamizar o mercado de investimento social;
  • Capacitar os intervenientes na área de inovação e empreendedorismo social;
  • Melhorar as respostas das organizações sociais contribuindo para a sua sustentabilidade económica.

Existem vários atores (a nível de incubação, capacitação, negócio e investimento) que participam do crescimento, desenvolvimento e reconhecimento da Inovação Social de norte a sul de Portugal, entre eles a Casa do Impacto, a IRIS, a Santa Casa da Misericórdia, o IES, a Go Parity, a Maze, a Speak, a Fundação Calouste Gulbenkian, a Fundação EDP, a Human Power Hub, os Palhaço d’Opital e muitos muitos outros. 

Projetos de Inovação Social em Portugal

Devido ao investimento que tem sido feito para promover a inovação social, surgem cada vez mais projetos, nas mais variadas áreas como a educação, a saúde, a inclusão digital, a justiça, o emprego e muito mais. Vou deixar aqui apenas alguns exemplos: 

JOBS AIRPORT 
O projeto Jobs Airport tem como objetivo desenvolver uma incubadora juvenil de empreendedorismo social e auxiliar no desemprego entre jovens de territórios emergentes do Concelho de Almada. A capacidade do projeto é de até 300 jovens para que os mesmos possam contribuir para o desenvolvimento da economia e dos valores sociais de suas comunidades de origem.

PORTA 55+
Um projeto que visa criar condições para que todo o processo de envelhecimento seja vivenciado da melhor forma possível, para isso capacitam seniores para atuarem juntos de outros seniores, para assim minimizar a solidão e o isolamento através da entreajuda. 

CUIDAR DE QUEM CUIDA 
Este projeto tem o objetivo de auxiliar os cuidadores informais de pessoas que sofrem com algum tipo de demência. Muitas vezes estas pessoas são esquecidas pela sociedade, carregam um grande desafio diário e as suas prioridades são em prol do cuidado do outro.

Existem muitos projetos para além destes espalhados por todo o país e que são interessantes de ficar a conhecer.

Para concluir, podemos afirmar  que a inovação social é importante e pode ser implementada tanto pelas comunidades como pelas empresas, pois ambas têm um papel fundamental e complementar. 

Logo, se tens uma ideia ou uma empresa não deixes de implementar ou sugerir projetos de inovação social, pois resulta na melhoria de qualidade de vida de forma sustentável para todos! 

Faz parte da minha comunidade.

Recebe atualizações no teu email sobre sustentabilidade, impacto social e inovação.

Este site utiliza cookies para garantir uma melhor experiência. Ao continuares a navegar, é considerado que aceitas a sua utilização.